Cultura, Entertainment, Entretenimento

Governador elogia programação do Canto da Primavera 2016

11 de outubro de 2016

Em hangout realizado na última segunda-feira (10) sobre o tema Cultura, o governador Marconi Perillo elogiou as atrações e atividades que estão sendo preparadas para o Canto da Primavera 2016. Ao lado do superintendente Executivo de Cultura, Nasr Chaul, Marconi conversou com internautas sobre a política públicas para a área cultural e não deixou de falar sobre o maior festival de música criado pelo Governo Estadual.

“A programação que foi desenhada para o Canto da Primavera deste ano está muito boa. É uma das melhores programações do Canto da Primavera, com atrações brasileiras e até de fora”, ressaltou o governador.

Segundo ele, o Governo vem levando eventos culturais para as cidades do interior de Goiás e um exemplo disso é o Canto da Primavera, que está prestes a completar sua 17ª edição, sendo anualmente realizado na cidade de Pirenópolis.

“É um evento que obedece essa lógica: valorizar a cultura local, mas ao mesmo tempo também trazer expoentes da cultura nacional”, disse.

O governador lembrou que o Canto foi criado para a promoção da música goiana e nacional dentro do Estado, dentro de uma política que criou e vem fomentando diversos instrumentos de valorização e apoio à Cultura. Além disso, por meio da realização do festival, também são estimuladas a participação das comunidades locais e a conscientização para temas como a preservação do meio ambiente e do patrimônio cultural.

Chaul também ressaltou que neste ano o Canto da Primavera se divide em duas semanas, sendo uma delas dedicada à música instrumental e erudita – o que era apontado como um anseio antigo da população da cidade de Pirenópolis.

“É uma programação fantástica, com um viés pedagógico, educativo, de formação”, explicou o Superintendente de Cultura, lembrando que, além das atrações nacionais e internacionais, 30 artistas locais participarão do festival neste ano.

Entertainment, Entretenimento

Espetáculo de magia cômica circula por cinco feiras de Goiânia

10 de outubro de 2016

A tradição dos ilusionistas itinerantes inspira o espetáculo Moleza Leveza na Terra das Ilusões, que estreia no dia 14 de outubro (sexta), às 20 horas, na Feira do Jacaré, no Setor Criméia Oeste, em Goiânia. Com apoio do Fundo Estadual de Arte e Cultura, o projeto ocupa também outras quatro feiras da capital, até o final deste mês, levando à comunidade a atmosfera da magia como algo presente no cotidiano.

O espetáculo narra as peripécias do Palhaço Moleza na Terra, um planeta onde tudo é ilusório. Com seu jeito atrapalhado e descontraído, o irreverente “artista internacional de Ceres/GO”, conduz o público a uma experimentação livre dos sentidos do ilusionismo, resgatando a tradição dos Palhágicos, palhaços que se dedicam à mágica cômica.

Unindo o lúdico do circo ao misterioso da mágica, este trabalho itinerante é produto de extensa pesquisa realizada pelo artista circense e produtor cultural Diogo Maroja. O artista iniciou sua formação em Magia Cômica na Escola Livre de Palhaços (ESLIPA), no Rio de Janeiro, em 2013. A ESLIPA é uma escola de palhaços criada pelo Grupo Off-Sina que visa a formação, a qualificação e o aperfeiçoamento dos artistas que trabalham com a arte da palhaçaria.

Maroja teve como primeiro mestre ilusionista o Mágico Rossini, coordenador do Centro Cultural das Artes Mágicas (CECAM). Truques da cartomagia, manipulação, equipamentos mágicos, mágicas de close up e mentalismo entraram, então, para o repertório do Palhaço Moleza: “Mais do que uma ou outra execução capaz de arregalar os olhos do expectador e confundir sua cabeça, a magia está no universo, no mundo, na imprevisibilidade e beleza da vida e do ser”.

De lá pra cá, Maroja conta que levou Moleza para 17 estados das cinco regiões do Brasil, realizando interveções de mágica e música no transporte coletivo e se apresentando em inúmeros festivais de artes cênicas. Em Goiás, o artista foi aluno do Programa de Formação do Artista de Circo da Escola de Circo Lahetô e, na montagem de Moleza Leveza na Terra das Ilusões, trabalhou preparação técnica e artística com a atriz Sandra Santiago (Família Santiago Santos) e com o artista Manuel de Jesus (Palhaço Sapequinha), que dirige o espetáculo.

Serviço:
Espetáculo: Moleza Leveza na Terra das Ilusões, com Diogo Maroja
14/10 (sexta), 20 horas – Feira do Jacaré – Praça do Jacaré, Setor Criméia Oeste
21/10 (sexta), 20 horas – Feira da Morada do Sol – Praça Antares, Setor Morada do Sol
22/10 (sábado), 20 horas – Feira dos Namorados – Av. Gercina B.Teixeira, Setor Vera Cruz II
23/10 (domingo), 10 horas – Feira do Cerrado – Parque da Criança, Jardim Goiás
29/10 (sábado), 20 horas – Feira do Parque Amazonia – Praça Senador José Rodrigues, Parque Amazonia

FICHA TÉCNICA
Diretor Artístico e diretor de criação: Manoel Alves de Jesus (Palhaço Sapequinha)
Artista: Diogo Maroja
Preparadora teatral: Sandra Santiago
Cenografia: Jhony Robson (Palhaço Bulacha)
Figurino: Julieta Alves dos Santos
Foto: Hugo Leonardo
Assessoria de imprensa: Larissa Mundim (9-9968-1658)

Cultura

Moda de Rock se apresenta no Canto da Primavera 2016

Clássicos do rock adaptados para a viola caipira. Em uma mistura que já provou dar certo, os paulistas Ricardo Vignini e Zé Helder apresentam no dia 27 de outubro um show inesquecível do grupo Moda de Rock, no Canto da Primavera 2016. O verdadeiro espetáculo dos violeiros será realizado às 22h20, no palco principal do festival.

Em 2007, quando criaram o projeto, o objetivo de Ricardo Vignini e Zé Helder era mostrar a potencialidade da viola caipira a seus alunos e reviver a trilha sonora da adolescência. No decorrer dos trabalhos, o sucesso se consolidou e eles já fizeram apresentações em todas regiões do Brasil e até mesmo fora, na Argentina e nos EUA.

Para a apresentação em Pirenópolis, os violeiros pretendem mostrar canções do CD Moda de Rock II. Nesse trabalho, estão bandas como Black Sabath (em versão xamamé, com o convidado especial Adriano Magoo ao acordeon), Metallica, Iron Maiden, Pink Floyd, Sepultura e novidades como Queen, Dire Straits e Slayer e Ramones.

O Canto da Primavera 2016 será realizado em duas etapas: do dia 20 a 23 e do dia 27 ao dia 30 deste mês, em Pirenópolis. As atividades do evento são gratuitas.

Ricardo Vignini
É um dos violeiros mais atuantes do Brasil, produtor e pesquisador de cultura popular do sudeste. Ao lado da banda Matuto Moderno gravou cinco CD ́s. Lançou em 2010 o CD solo instrumental “Na Zoada do Arame” e participou dos principais eventos sobre a viola no Brasil, EUA e França.

Zé Helder
O violeiro, cantor e compositor Zé Helder tem três CDs solos: “A Montanha” (2004) e “No Oco do Bambu” (2009), e Assopra o Borralho (2015). Gravou também com o grupo Orelha de Pau (2002), além de participações em CDs e shows de diversos artistas. Em 2010, passou a integrar o grupo Matuto Moderno, onde assumiu a viola (junto com Ricardo Vignini) e os vocais (junto com Edson Fontes). Formado em Licenciatura Plena em Música, criou o curso de viola caipira no Conservatório de Pouso Alegre (CEMPA), e atualmente leciona o instrumento no Conservatório Municipal de Guarulhos.

Show: Moda de Rock (SP)
Data: 27/10/2016
Horário: 22h20
Local: Palco principal
Entrada gratuita

Cultura, Travel

Dona Onete convida Otto em formato exclusivo de show para o Canto da Primavera 2016

9 de outubro de 2016

A rainha do carimbó chamegado chega ao Canto da Primavera muito bem acompanhada. No dia 29 de outubro, Pirenópolis recebe Dona Onete, musa da música paraense, ao lado do pernambucano Otto, em uma apresentação para marcar essa 17ª edição do festival pelos ritmos do Norte e Nordeste do Brasil.

Aos 76 anos, Dona Onete é o símbolo da nova geração da música paraense. Cantora e compositora, ela inventou o carimbó chamegado, que é uma versão apimentada do já consagrado ritmo paraense. Em 2016, ela lançou Banzeiro, seu segundo disco (o primeiro é Feitiço Caboclo, de 2012, quando ela estreou como cantora profissional), que compõe o repertório do show preparado para Pirenópolis, com algumas das canções que ganharam o respeito e a admiração de todo o país ao misturar os sons amazônicos com letras sensuais e apaixonadas.

Para representar a força musical de Dona Onete, uma superbanda vem acompanhando a cantora em suas apresentações – que alçam voo de Belém a Paris, do Rio de Janeiro a Nova York. Além do guitarrista Pio Lobato, verdadeiro talento da música paraense e que também assina a produção musical do show, se apresentam com ela o baterista Vovô, Breno Oliveira no contra baixo, JP na percussão amazônica, e Daniel Serrão no teclado e sax. E para ficar ainda mais animado, Dona Onete repete a experiência criada para o festival Mesa Brasil (MG) deste ano, convidando toda a musicalidade e pluralidade de Otto para o palco.

O músico recifense começou sua carreira como percussionista das bandas Nação Zumbi e Mundo Livre S/A, estreou na carreira solo com o disco Samba pra Burro (1998) e, desde então, não parou mais. Suas canções são marcadas pelo resgate de ritmos brasileiros somados à música eletrônica, numa fusão de rock e mangue beat que arranca elogios dentro e fora do país.

No Canto da Primavera 2016, além da dobradinha para o show da noite de sábado, dia 29, Dona Onete também participa de roda de conversa sobre sua carreira musical e a cultura paraense, ao lado de Geraldinho Magalhães, empresário da cantora e de outros artistas como Maíra Freitas, que também se apresenta no festival.

Roda de Conversa: Dona Onete (PA) e Geraldinho Magalhães (RJ)
Data: 29/10/2016
Horário: 10h
Local: Teatro Sebastião Pompeu de Pina

Show: Dona Onete (PA) convida Otto (PE)
Data: 29/10/2016
Horário: 23h20
Local: Palco Principal

Cultura

Arnaldo Cohen se apresenta com a Orquestra Filarmônica de Goiás

22 de agosto de 2016

O concerto traz também a primeira audição mundial da obra ” Episódio Sinfônico”, de Ronaldo Miranda

Considerado um dos melhores pianistas do mundo, Arnaldo Cohen d sobe ao palco do Centro Cultural Oscar Niemeyer no dia 26 de agosto, sexta-feira, para interpretar, juntamente com a Filarmônica de Goiás, uma de suas especialidades: o Concerto nº 2 para Piano e Orquestra de Liszt.

Cohen já realizou mais de dois mil concertos pelo mundo, em teatros de prestígio como o Concertgebouw de Amsterdã, Champs Elysées de Paris, Albert Hall de Londres, a Sydney Opera House na Austrália, Teatro Municipal do Rio de Janeiro, entre muitos outros. Recentemente, figurou na lista das dez melhores gravações da revista Gramophone, bíblia do mercado fonográfico, lugar esse ocupado pela primeira vez por um artista brasileiro.

O pianista é conhecido pelo equilíbrio entre técnica e criatividade, que tornam sua performance diferenciada.

Além da presença de Arnaldo Cohen, o concerto do dia 26 tem como destaque a primeira audição mundial da obra ” Episódio Sinfônico”, do compositor brasileiro Ronaldo Miranda. A Sinfonia nº7 de Dvorák também faz parte do programa.

Diretor Artístico da Filarmônica, Neil Thomson
Diretor Artístico da Filarmônica, Neil Thomson

A regência do espetáculo é do Diretor Artístico da Filarmônica, Neil Thomson. Thomson é um dos maestros mais versáteis de sua geração. De 1992 até 2006, foi Regente Titular no Royal College of Music, o mais jovem maestro a ocupar o cargo. Neil foi nomeado membro honorário do RCM em 1994, pelos serviços prestados à instituição. Suas habilidades como orador têm se aprimorado, fazendo crescer sua reputação como professor por toda a Europa. Foi convidado duas vezes para o EU – Sponsored Master Classes em Vilnius, Lituânia, e foi professor convidado no Mozarteum em Salzburgo, na Academia de Música Kakow e no Conservatório Arrigo Boito, em Parma.

O concerto tem início pontualmente às 20h30. A entrada é gratuita.

Cultura

MIS promove oficinas gratuitas em comemoração ao Dia Mundial da Fotografia

15 de agosto de 2016

Para celebrar o Dia Mundial da Fotografia, comemorado no próximo dia 19 de agosto, o Museu da Imagem e do Som (MIS), unidade da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce), preparou uma programação especial com diversas oficinas temáticas, que serão ofertadas gratuitamente ao público durante a próxima semana.

oficina de Noções Básicas de Conservação Fotográfica
oficina de Noções Básicas de Conservação Fotográfica

As oficinas serão realizadas de 16 a 18 de agosto, das 9 às 17h30, na Sala Multimeios do MIS, que fica no Centro Cultural Marieta Telles Machado, na Praça Cívica. No dia 16 está programada a oficina de Noções Básicas de Conservação Fotográfica, que ensinará técnicas de preservação, higienização e conservação de fotos; no dia 17 será promovida a oficina de Fotografias e Manualidades, onde serão apresentados e analisados trabalhos de artistas contemporâneos nacionais e internacionais que utilizam técnicas manuais de interferência em fotografias. Já no dia 18 será ministrada a oficina de Cianotipia, processo de impressão onde, a partir de uma reação química e o contato com o sol, a fotografia se torna azulada.

Troca de fotos
Também dentro da programação acontecerá no dia 19, das 14 às 17h30, a Trocafoto (Feira de Troca de Fotografias), que este ano chega à sua terceira edição. A iniciativa tem como proposta criar um espaço onde o público possa ver, apreciar, trocar conhecimentos e experiências sobre a arte fotográfica. A feira será realizada na galeria coberta do Centro Cultural Marieta Teles Machado.

Cultura

Filarmônica de Goiás realiza noite de piano no Teatro Goiânia

O Teatro Goiânia recebe no dia 18 de agosto, às 20h30, mais um concerto da série “Quinta Clássica” da Orquestra Filarmônica de Goiás. Dessa vez, sobem ao palco o renomado regente italiano Matteo Pagliari e o jovem pianista brasileiro Ronaldo Rolim.

O programa é diversificado e reúne as obras: Abertura Concertante de Camargo Guarnieri, o Concerto para Piano e Orquestra de Mozart, a Suíte Nordestina de Mahle e a Sinfonia nº 2 de Beethoven.
A entrada do espetáculo é gratuita.

Matteo Pagliari
Matteo Pagliari
O REGENTE
Matteo Pagliari estudou com Mario Borciani e Regência Orquestral com Gilberto Serembe e Pietro Veneri.
Ele também estudou com Neil Thomson, Eliahu Inbal, Umberto Benedetti Michelangeli e Isaac Karabtchevsky.
Foi Diretor Artístico e Maestro do Coro da Cidade de Parma entre 1998 e 2001, e, nessa qualidade, trabalhou com a Orquestra Sinfonica dell’Emilia Romagna.
Em setembro de 2005, conquistou o 2º lugar na 5ª edição da Vakhtang Jordania Competição Internacional de Regência.
Se apresentou com grandes solistas como Juan Diego Florez, Daniela Barcellona, ​​Gregory Kunde, Patrizia Ciofi, entre outros.
Ele também foi professor de regência técnica na Scuola dell’Opera de Teatro Comunale em Bolonha durante três anos (2008 a 2010).
Em outubro de 2012, publicou um livro, intitulado “Invenzione uma devida voci – Una conversazione con Glenn Gould”.

Ronaldo Rolim
Ronaldo Rolim
O PIANISTA
O pianista brasileiro Ronaldo Rolim vem se estabelecendo como um dos músicos mais completos de sua geração. Em 2015, foi um dos destaques do prestigiado Concurso Géza Anda, em Zurique, conquistando o 3º Lugar e prêmio de melhor interpretação da obra de Schumann.

Com extensa atividade como recitalista e camerista, tem se apresentado em importantes salas de concerto da Europa, Ásia e Américas. Como solista convidado, já se apresentou com várias orquestras brasileiras e internacionais, destacando-se concertos com a Tonhalle-Orchester e com a Royal Liverpool Philharmonic Orchestra, além das Orquestras Sinfônica Brasileira e Filarmônica de Minas Gerais.
Em 2014 iniciou seu doutorado na Yale University (New Haven) sob orientação do renomado pianista Boris Berman.

Administração

“Temos o compromisso de continuar prestando serviço digno à sociedade”, afirma Manoel Xavier

12 de agosto de 2016

Com o compromisso de capacitar servidores para melhor prestarem atendimento ao cidadão goiano, o presidente do Detran Goiás, Manoel Xavier, e o governador Marconi Perillo abriram na tarde de hoje a 1° edição do Fórum Integrado Detran-GO – Inovação da Gestão de Boas Práticas nas Normas de Trânsito. O evento segue até sábado (13), no Centro Cultural Oscar Niemeyer.

“Hoje, estamos aqui para reafirmar nosso compromisso de modernizar, atualizar e tecer novos modelos de trabalho para continuar prestando um serviço digno à sociedade. O objetivo do evento é prepararmos os nossos servidores para conquistar a melhoria da prestação de serviço, a padronização do atendimento e, acima de tudo, com resolutividade”, afirmou Manoel Xavier em discurso.

Participam do fórum servidores do todos os municípios goianos, sendo 209 supervisores de Ciretrans e 66 atendentes do Vapt Vupt. Segundo Manoel Xavier, o treinamento também visa adequar os servidores a se tornarem multiplicadores da filosofia de gestão implementada pelo governador Marconi Perillo, que prioriza o foco na eficiência e excelência no atendimento aos cidadãos.

“Nós temos muitos resultados para mostrar, principalmente pela filosofia de gestão implementada pelo governador Marconi Perillo desde o início do seu primeiro mandato, que prioriza atenção especial ao cidadão, com foco naquele que recebe os serviços prestados pelo Estado. E cabe a nós do Detran entregar um serviço à altura do cidadão”, ressaltou o presidente.

Presente no evento, o governador Marconi Perillo destacou o papel colaborativo que o Detran-GO tem mantido em prol do desenvolvimento do Estado, especialmente no momento de crise econômica por que passa o país. “Quero agradecer ao Detran por ter sido decisivo durante a crise no país e o ajuste fiscal do Governo de Goiás. O Detran colaborou muito com recursos para que pudéssemos manter as condições do Estado em dia, especialmente folha de pagamento e outros serviços importantes”, ressaltou.

O governador pontuou como fundamental o apoio dado pelo Detran-GO, por meio de receitas, para a construção e manutenção do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), especialmente na área de acidentados, além da construção do Credeq e outras iniciativas importantes para o Estado, especialmente na área de infraestrutura. “O Detran, além de cumprir com suas obrigações internas, também tem sido um órgão colaborativo do Governo do Estado em muitas ações que interessam à população goiana”, afirmou Marconi.

Marconi ressaltou o profissionalismo do presidente do Detran-GO na condução do órgão. “Agradeço o empenho de cada diretor, a começar pela dedicação do presidente Manoel, que é um homem do Estado, funcionário de carreira do Sebrae, já passou por várias secretarias e hoje empresta seu talento, seus créditos e profissionalismo à serviço da gestão do Detran”, disse.

Manoel Xavier retribuiu agradecendo ao governador pela viabilização do ticket alimentação para todos os servidores do Detran.

“Quero também agradecer ao governador, porque diante de todas as dificuldades por que o Brasil passa, e Goiás não é uma ilha, o senhor fez todos os esforços para viabilizar o ticket alimentação para todos os servidores do Detran por reconhecer a importância do trabalho de cada um em prol do cidadão.”

Compuseram a mesa de abertura também Francisco de Assis Peixoto, diretor de Operações do Detran; João Balestra do Carmo, diretor Técnico; Paulo de Jesus, diretor de Planejamento e Finanças; Antônio Augusto Coutinho, Chefe de Gabinete; Juarez Guimarães, presidente do Sindego; e Horácio Melo, presidente do Cetran.

Cultura

MAC Goiás abre exposição Poteiro: colorista do Brasil

Mostra que vai de 16 de agosto a 23 de outubro homenageia o mestre pintor e ceramista

O Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC) abre na próxima terça-feira, 16 de agosto, às 20 horas, a exposição Poteiro: colorista do Brasil. A mostra apresenta 41 obras entre pinturas e esculturas produzidas nas décadas de 1990 e 2000, pertencentes ao acervo do Instituto Antônio Poteiro. As obras permanecerão expostas até 23 de outubro, com entrada franca.

Poteiro: colorista do Brasil tem patrocínio do Fundo de Arte e Cultura de Goiás e da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Goiânia. A curadoria é do crítico de arte Enock Sacramento, um dos maiores estudiosos da obra de Poteiro no Brasil. Ele fará uma visita guiada na abertura da exposição.

Para Sacramento, “a pintura que Antônio Poteiro nos legou é de uma inventividade extraordinária, difícil de encontrar na plástica brasileira. Sobre um fundo chapado, ele geralmente dispõe árvores, flores, animais, figuras humanas, isoladas ou em grupos. Há uma orquestração de azuis, amarelos, vermelhos, verdes e de outras cores que, combinadas, definem o universo pictórico poteiriano. Suas esculturas cerâmicas são de uma riqueza formal e volumétrica encantadoras. Sua arte agrada a leigos e eruditos”.

A exposição sediada pelo MAC é composta por 4 esculturas e 37 pinturas. Poteiro foi um dos artistas brasileiros de maior repercussão dentro e fora do país, notadamente no domínio da arte espontânea. Ele completaria 91 anos em 2016.

A expografia da mostra está sob a responsabilidade do curador do MAC, Gilmar Camilo, que acrescentou ao conjunto quatro esculturas do acervo do Instituto Antônio Poteiro. “As obras representam um conjunto expressivo da produção do artista, traçando uma perspectiva ampla do imaginário fértil de Poteiro, que não pode ser considerado um artista ingênuo, dada a riqueza de temas abordados em sua obra”, avalia ele.

Durante o período da exposição, o público poderá conferir ainda o documentário Cores, formas e contrastes, dirigido por Rogério Sáfadi em 2009. Nele, o artista, bastante à vontade, fala sobre seu processo de criação, e é possível vê-lo em ação produzindo seus últimos trabalhos escultóricos. Estas obras terão lugar especial na mostra que o MAC abre no dia 16.

Diretora do Museu, Márcia Pires ressalta que “o espaço educativo do MAC foi ampliado para atender à demanda dos alunos das redes pública e privada, além de professores e arteeducadores do Estado. O programa atendeu 7 mil alunos no semestre passado, e agora foi dinamizado com ambientação para uma série de atividades, como oficinas e palestras”.

Sobre o artista Antônio Batista de Souza, conhecido como Antônio Poteiro, foi ceramista e pintor. Nasceu em 10 de outubro de 1925, na Aldeia de Santa Cristina da Pousa, em Portugal. Participou duas vezes da Bienal Internacional de São Paulo (1981 e 1991), da Biennalle Internazionale NAÏF, Cittá di Como, Itália (1976) e da V Bienalle Internazionale NAÏFS, entre Fiera e Lombardia, Itália (1980), da III Bienal de Havana, Cuba (1989), da III Bienal de Artes de Goiás (1993) e da Bienal Naïfs do Brasil, SESC Piracicaba (1994). Recebeu numerosos prêmios entre eles o de Melhor Escultor Nacional, da Associação Paulista de Críticos de Arte – APCA, em 1985. Em 1997 foi destacado com a Comenda da Ordem do Mérito Cultural, do Ministério da Cultura, Brasil. Faleceu no dia 8 de junho de 2010 em Goiânia, capital do Estado de Goiás, cidade que o artista elegeu para viver e trabalhar.

Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC)
Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC)

Sobre o MAC O Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC) foi criado em 1987 e é hoje uma unidade do Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON). Seu acervo conta com mais de 1.200 obras, entre esculturas, desenhos, pinturas, gravuras, objetos, fotografias, instalações e mídias contemporâneas. A Galeria Cléber Gouvêa, que recebe a exposição Poteiro: colorista do Brasil, tem 290,84 m² e situa-se no subsolo do MAC.

Resumo
Exposição Poteiro: colorista do Brasil
Abertura: 16 de agosto, às 20 horas
Local: Galeria Cléber Gouvêa, subsolo do MAC Goiás / Centro Cultural Oscar Niemeyer (Avenida Deputado Jamel Cecílio, nº 4490, Setor Fazenda Gameleira, Goiânia/GO, CEP 74.884-801)
Visitação: 17 de agosto a 23 de outubro de 2016
Horários: de terça a sexta-feira, das 9 às 17 horas, e aos sábados, domingos e feriados, das 11 às 17 horas Entrada franca
Classificação etária: Livre para todos os públicos

Cultura

Elba Ramalho e Geraldo Azevedo vão encerrar Fica 2016

O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2016) será encerrado com show de Elba Ramalho e Geraldo Azevedo, às 20 horas, do dia 21, domingo, na Praça de Eventos Beira Rio, na cidade de Goiás. No show batizado de Um Encontro Inesquecível, os dois músicos, que são parceiros há quase 40 anos, se reúnem para contar um pouco da história de carinho e amizade, recheada de sucessos e canções memoráveis como O princípio do prazer, Veja Margarida, De volta pro aconchego e Você se lembra.

O Fica será realizado na cidade de Goiás, na semana que vem, de 16 a 21. Serão seis dias de arte e cinema, com foco na preocupação e no cuidado com o meio ambiente, com fóruns, oficinas, mostra competitiva e muitas atrações. No último dia, além das esperadas premiações do festival, o grande show de encerramento que brindará essa 18ª edição do evento, com o encontro afetuoso de Elba Ramalho e Geraldo Azevedo.

Juntos, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo gravaram três edições do quarteto Grande Encontro, com os amigos Zé Ramalho e Alceu Valença, com quem viajaram o mundo, venderam milhares de discos e ganharam diversos prêmios. Para o show do Fica 2016, eles vêm acompanhados dos músicos Marcos Arcanjo (guitarra e violão), Mestrinho (acordeon), Ney Conceição (baixo) e Anjo Caldas (percussão).

Elba Ramalho e Geraldo Azevedo
Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

No espetáculo, eles irão se apresentar juntos e, depois, separadamente, prometendo fazer a plateia do festival cantar e dançar com os sucessos que embalam o público de todo o Brasil. Também não vão ficar de fora os clássicos Chão de Giz, Bicho de 7 cabeças, Dia branco e até o frevo de Gonzagão, Banho de cheiro. Com a marca da versatilidade e da poesia da música brasileira, aliadas ao folclore nordestino que torna inconfundível os talentos do violonista, cantor e compositor Geraldo Azevedo e da voz tocante de Elba Ramalho, os dois irão encerrar a 18ª edição do Fica de um jeito tão inesquecível quanto esse encontro.

Secretaria da Educação, Cultura e Esporte